segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Crítica de Livro- Querido Diário Otário

 Sim, lá vem eu fazendo crítica de livros "bobinhos", depois do Pequeno Príncipe. Mas esse é o legal, você saber que dá para fazer uma crítica de tudo. TUDO. E o próximo é: Querido Diário Otário (Dear Dumb Diary), criado pelo escritor e ilustrador Jim Benton.


 Tudo começou quando baixava livros para Android, e-books. É, mas sei que vocês não estão muito no interesse de saber o que faço ou deixo de fazer. A questão é que, esse livro queria ler há muito tempo atrás. E há muito tempo que ele já foi publicado- seis, sete anos (??). Nunca consegui- ou não estava tão empolgada assim para comprá-lo. No entanto, consegui ler. Hoje em dia. É um livro simples. Livrinho.     Terminou mais rápido que imaginava. Tá, mas... enquanto lia, eu pesquisei sobre ele- a Wiki é mesmo um caos se tratando em informações de vez em quando.
 Enfim, o que me surpreendeu logo de cara foi que, o livro foi escrito por um... homem. "Tá, mas e daí? O nome dele está no topo e por que se impressionar com algo do tipo?". Acontece que, não vi o nome dele no topo, simplesmente não enxerguei, sorry. E pensava seriamente que havia sido escrito por uma mulher, como a Thalita Rebouças ou Meg Cabot, e é isso que tornou o livro mais divertido. A percepção e ponto de vista sobre pré-adolescência por um homem. 
 A personagem principal, Jamie Kelly, é o tipo de garota que foge daqueles padrões de "cool". Não é popular, invisível aos colegas e totalmente... paranóica. Isso porque ela acredita fielmente que a patricinha estudiosa e gentil Angelina é sua inimiga- o que não passa de uma total inveja. Jamie cria aqueles "joguinhos" incessantes de destruir sua "rival". 
 Eu realmente gosto de autores que desenham. Dão mais vida ao livro e deixa-o mais interessante. Os desenhos de Bentos são simples e divertidos.
  Bom, se vocês tiverem o interesse e a paciência de aguentar as paranóias de Jamie, só uma dica: vale a pena. O livro é simples, divertido, carismático e empolgante.
 Espero que tenham gostado da crítica :-)